fbpx

Há quem acredite e diga que a melhor forma de mudar é pela dor, quando aperta o calo, quando a zona de conforto fica desconfortável. Na minha experiência: NÃO! E vou te dizer porquê.

Pensa junto comigo: faz sentido sentir-se PIOR para fazer o seu MELHOR?

Somos forçadas a acreditar que só seremos merecedoras de mérito quando custar caro, quando doer (no pain, no gain), quando for difícil.

E quer algo que dói mais, custa mais caro e é mais difícil do que fazer dietas e mais dietas restritivas?

Você fica estressada, mau humorada, desanimada, começa e logo já tem vontade de furar a dieta, ou que acabe logo.

Isso você JÁ SABE, mas então por que será que continua a repetir esse ciclo de dietas e efeito sanfona?

O que ninguém te contou é que fazer dieta e buscar incessantemente por um corpo mais magro ou mais sarado foi a maneira que vc encontrou de buscar seu lugar no ambiente onde vive. Te fizeram acreditar que há um pote de ouro do outro lado do arco-íris da magreza.

Quando você faz a dieta ideal em busca do corpo ideal, na realidade, você está buscando no seu íntimo, ser ACEITA e amada!

Quando eu for magra (insira aqui a promessa que te fizeram acreditar)…!

A minha aposta e meu propósito profissional é bastante simples: que você cuide de si mesma a partir de agora, com gentileza, cuidado, carinho e leveza.

ISSO É LIBERTADOR!

A liberdade mora nas escolhas que você faz e no quanto elas fazem sentido pra vc. Por isso, não deixe que te convençam que vc precisa de uma mordaça pra conviver com um pote de nutella na sua casa. Eu te garanto que com cuidado e respeito você vai se tornar capaz de dizer sim quando for sim, sem culpa e não quando for não, sem privação.

Eu quero um mundo em que as pessoas comam aquilo que faz sentido pra elas e isso só é possível sem as amarras de uma dieta restritiva.

Confie no seu corpo, confie nesse caminho do meio longe dos extremos, confie no papel que a comida tem na sua vida! Confie em você!

Eu confio e acredito!

Com carinho,

Grazi Batista.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *